Navigation Menu+

O que são Áreas Classificadas

Quando falamos em Áreas Classificadas, geralmente estamos nos referindo a áreas industriais em geral, não necessariamente limitadas às petroquímicas. Além dos hidrocarbonetos, poeiras também podem ser combustíveis e podem, portanto, classificar a área. Por isso, podemos dizer com segurança que a maioria das empresas possui algum tipo de área classificada e não sabe que elas existem ou não toma as precauções corretas.

Em uma indústria os requisitos de segurança estão sendo cada vez mais exigidos devido à necessidade de se proteger o patrimônio e, principalmente, os trabalhadores do local. Então, em ambientes industriais considerados Áreas Classificadas, exige-se o uso de equipamentos certificados para trabalharem nesses locais. Essa certificação assegura que uma possível faísca gerada dentro do equipamento, não causará uma explosão. Porém, nessas indústrias, existem vários ambientes que exigem diferentes ‘tipos’ de segurança. Esses ‘tipos’ são chamados de métodos de proteção e são classificados em:

  • Pressurizado
  • Imersos em óleo
  • Imersos em areia
  • Encapsulados
  • Segurança aumentada
  • Prova de explosão
  • Segurança intrínseca

Segundo a NR-10, em seu item 10.9.5. “Os serviços em instalações elétricas nas áreas classificadas somente poderão ser realizados mediante permissão para o trabalho com liberação formalizada, conforme estabelece o item 10.5 ou supressão do agente de risco que determina a classificação da área”.

Isto significa que todo o cuidado é pouco quando ocorrem serviços em instalações em áreas classificadas, principalmente aqueles com emissão de alta temperatura, como soldas. O ideal é trabalhar sempre com as instalações elétricas desenergizadas ou durante paradas.

Ainda de acordo com a NR-10, em seu item 10.9.4. “Nas instalações elétricas de áreas classificadas ou sujeitas a risco acentuado de incêndio ou explosões, devem ser adotados dispositivos de proteção, como alarme e seccionamento automático para prevenir sobretensões, sobrecorrentes, falhas de isolamento, aquecimentos ou outras condições anormais de operação.”

As empresas que possuem áreas classificadas com risco de explosão não devem contar com a sorte. É preciso gerenciar o risco para evitar os altos custos financeiros e, principalmente, humanos, além das autuações e interdições por meio de fiscalizações.
Eliminar o risco de explosão significa economia na compra de equipamentos adequados e muitas vezes uma redução do prêmio do seguro, uma vez que as áreas de risco foram devidamente classificadas e tratadas.

Conte com a Fratex para adequar sua empresa às novas normas de segurança.

 

Fonte: Automação Industrial.info, patricialins.org